segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Oi! Vim vos falar de... Automutilação


 NADA DE PALGIAR, COPIAR OU REBLOGAR AQUI NESTE BLOG! É CRIME!
      Oi meus amores!
       Eu sei que desapareci durante algum tempo, eu sei. Mas é que a escola não dá para mais.
      Bem, hoje como é um dia especial *a minha melhor amiga Rae faz anos*, vim falar-vos de um assunto sério, a automutilação. Esta é uma realidade com que vivo todos os dias, por isso, sou um pouquinho experiente no assunto.
      Se queres continuar a ler, clica em ler mais.
      Bem, vamos começar?

  O que é a automutilação?
   A automutilação (raio do p.c. que só dá erro nesta palavra) é definida como qualquer comportamento intencional envolvendo agressão direta ao próprio corpo sem intenção consciente de suicídio. Os atos geralmente têm como intenção o alívio de dores emocionais e em grande parte dos casos, estão associados ao Transtorno de Personalidade Borderline (TPB), ou Transtorno de bordeline (TB). 

Quais são as formas de automutilação?
 As formas de automutilação são:

  • Esmurrar-se, chicotear-se
  • Cortar-se
  • Enforcar-se por alguns instantes
  • Morder as próprias mãos, lábios, língua, ou braços
  • Apertar ou reabrir feridas (Dermatotilexomania)
  • Arrancar os cabelos (Tricotilomania)
  • Queimar-se, incluindo com cigarro, produto químicos (por exemplo, sal e gelo)
  • Furar-se com agulhas, arames, pregos, canetas
  • Beliscar-se, incluindo com roupas e clips para papel
  • Ingerir agentes corrosivos, alfinetes
  • Envenenar-se, medicar-se (por exemplo, exagerar na dose de remédios e/ou álcool), sem intenção de suicídio.

Quem é que eu conheço que se automutila?
 Bem, eu conheço duas pessoas que se automutilam. 
 Uma, anda no oitavo ano da minha escola, e a outra, é a minha melhor amiga, de certeza que a conhecem. Acertaram? Pois claro, é a Rae!
 Mas, vendo bem, não conheço ninguém que se automutila, porque a Rae parou de o fazer à uns meses, e a miúda do oitavo ano parou de o fazer à umas semanas (ehehehe, haviam de ter visto, a Rae ameaçou bater-lhe se ela não parasse imediatamente de fazer essa merd*).

2 comentários:

  1. Automutilação... Eu sei o que é isso, no ano passado consegui parar. E eu também não me arrependo de bater, cortar e morder mas também não me de ter largado esta porcaria... Eu entendo vos perfeitamente. Isso é totalmente uma droga viciante!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, não é?
      Larguei á uns meses atrás, felizmente.
      Mamãe falou que não queria me ver caída no chão, morta, e eu falei que não era assim tão estúpida, porque eu não fazia isso para me matar. O que foi giro, visto que á umas semanas disse aquela menina acima mencionada "Não te quero ver morta", e ela falou "Eu não sou assim tão estúpida", irónico, né?
      Bem, se vc quiser conversar a rita-chan já falou acima que pode me mandar um mail, a mim ou a ela, tá?
      Beijo!

      Eliminar