sexta-feira, 20 de setembro de 2013

[Psicologia] Dicas Para a Vida


NADA DE PLAGIAR, REBLOGAR OU COPIAR AQUI NESTE BLOG! É CRIME!

Oi, meus lindos leitores!
 Hoje, trago um post maravilhoso e EXCELENTE para a população masculina. Sobre o que é? Psicologia. HEI! Não desliguem já o ecrã! Não é nada maçante como o que estão a pensar! São dicas de engate para homens - mas que as mulheres, se suficientemente inteligentes estiverem interessadas podem converter para a sua vertente -, dicas de como perder o medo de falar em público, dicas de como perder o medo de uma certa coisa. E aí? Interessados? 
 Mas antes, falar sobre a escola!
 Comecei as aulas ontem, e está a ser fixe até agora. A escola tem cinco andares - tenho de subir 10 lances de escadas para ter aulas DEZ. Já fiz amigas - eu amo simplesmente quando ontem uma rapariga veio ter comigo e disse logo "Bom-dia, eu sou a Diana, e tu?", e é tão bom porque não precisei de fazer nada, foi só elas virem ter comigo - não soou nada pornográfico ou alguma coisa do género nem nada -.-
 E a vossa escola? Se começaram a escola ontem, contem-me como foi! Quero saber!

 Mais coisas sobre a minha escola: 
 - O meu diretor de turma é meio LOUCO;
 - A minha stôra de geografia deve de ter mau feitio crónico;
 - A minha stôra de português é assustadora;
 - Conheci um rapaz ao almoço - ele é loiro! Eu adoro loiros!
 - Tenho mais outra amiga! Parece ser uma gémea dum mundo completamente diferente do meu!
 - Fui PRAXADA no autocarro, logo no primeiro dia! GENTE, É QUE FOI MESMO LINDO. Deixem-me contar como foi... no autocarro, os alunos mais velhos, lembraram-se de nos pintar o nariz com batom vermelho, de nos borrar metade da cara com batom, de nos desenhar chavelhos na testa - corninhos -, de nos vestirem com um saco do lixo e de nos oferecer uma plaquinha pessoal e personalizada com uma alcunha super interessante e parva.

 Clica em ler mais se a minha maluquice/esquizofrenia ainda não te chateou.



 Yo, então é o seguinte.
Tudo o que acontece ao nosso redor tem maneiras diferentes de se infiltrar no nosso cérebro. Tudo. Por isso, com a manipulação pura e boa da mente, podemos criar sensações de bem ou mau estar em nós próprios num piscar de olhos.
Como? Deixem-me dar-vos exemplos:

  • São tímidos? Têm medo de falar com as pessoas? Têm pânico de falar em frente a muita gente? Têm medo de fazer seja o que for em frente de outra pessoa?
  • Têm teatro e gostavam de saber como chorar assim como quem não quer a coisa? Querem saber como se sentirem ansiosos ou raivosos?
Como viram, dei apenas dois pontos. Um com sentimentos negativos, e outro com positivos. Obviamente, a técnica vai ser semelhante para os dois, mas com resultados diferentes.

É muito simples manipularem a vossa mente. Se querem perder o medo de falar em público e substituir essa ansiedade pela calma, não há melhor remédio que ouvir uma música de que gostem muito, e que seja calminha. Saquem uma música instrumental para o MP3 ou o telemóvel que vos façam sentir calmos, como músicas de adormecer - mas é melhor não XD -, e enquanto a ouvem, experimentes juntar o polegar com o indicador e esfregar esses dois dedos. Oiçam essa música durante a semana toda, sem ouvir mais nenhuma - escolha vossa -, repetindo os movimentos com os dedos. O vosso cérebro vai assimilar o esfregar de dedos com a sensação de calma, e quando estiverem muito ansiosos, basta esfregarem os dedos que, mesmo sem música, a calma vai ter até vós. 

Se têm problemas para adormecer, experimentem ouvir uma música antes de deitar, daquelas lullabuys que temos na internet. Podem esfregar a barriga ou mexer nos lábios - seja o que for -, ou até mesmo o simples facto de ouvir a música muita vez durante muito tempo antes de ir dormir, que isso irá coligar a música com o acto de dormir e BUMBA!, que é só ligar a música e estão ferrados num instante. Mas tentem ligar sempre as músicas a uma determinada ação, de modo a que não tenham de andar sempre com o MP3 atrás de vocês. Dica: abraçar um urso de peluche. 

Se têm dificuldade em fazer amigos ou falar em público, nada mais simples do que ouvir uma música mexida de que gostem durante o mesmo tempo que as músicas acima - duas semanas deve de chegar, um mês no máximo -. Se quando ouvem a música sentem vontade de dançar, ligando essa alegria a um estalar de dedos, podem muito bem sentir uma alegria contagiante em vez daquele constrangimento quando vão para falar com alguém.

Agora, uma dica de como chorar.  Músicas tristes, podem servir. Ou ver um filme muito dramático, ou ler um livro imensamente triste. Deve de servir. Não se esqueçam nunca é de fazer um qualquer gesto com o corpo, para a mente ligar os sentimentos aos movimentos.

E porque não inventar um movimento para se sentirem zangados? Ou confusos? Ou incrivelmente acordados? O céu é o limite. Droga, até podem ligar o estalar da língua ao ter fome.

E se querem provas de como funciona mesmo, digo-vos de uma experiência que um homem alemão fez com os cães. Todos os dias, na hora de comer, ele tocava um sino. Depois, ao mostrar a comida, os cães começavam a salivar. Depois de uns tempos, ao mais simples chocalhar dos sinos, os cães começavam logo a salivar. Porquê? Porque o cérebro coligou o som do sino à comida.

E abaixo, o link de um vídeo de um homem que usou esta mesma técnica de psicologia para dormir com mulheres.


E aqui, para quem não tem tempo de ver o vídeo, o link de onde sacar o livro de 32 páginas.


Podem pensar que é só a enganar, mas realmente tem lógica o que o homem - chamado Diego - diz. Passem só os olhos por isto e - meninas - pensem numa maneira de mudar isto para o sexo masculino, porque isso dava um jeito do caneco - e não só para ter um companheiro de cama, mas também para arranjar um namorado decente sem desmaiar no chão de nervosismo.

Bem, foi tudo por hoje. 
Kiss

Sem comentários:

Enviar um comentário