quarta-feira, 4 de setembro de 2013

[Série] Skins e A Vida de Uma Adolescente America


NADA DE PLAGIAR, REBLOGAR OU COPIAR AQUI NESTE BLOG! É CRIME!

Bom-dia!

 Oi minha gente!
 Ok, primeiro, mudei o background. Eu sei, estou sempre a mudar. Gosto de ter o blog segundo a minha onda, processem-me! Ainda vou mudar mais algumas coisas, por isso ainda não está terminado. Desta vez escolhi a Kaya qualquer-coisa, de Skins - e aproveitei a base para o tpc da Maria, ehehe
 Muitos fãs são da opção de que ela devia ter ficado com o papel de Luce Price em Fallen - lembram-se de Fallen? Deixei o livro para ser sacado no meu outro blog. Deixava-vos o link, mas eliminei-o. Tenho de mudar para aqui o download do livro também. 
 Eu gosto dela. É bonita. A actriz que escolheram no lugar dela chama-se Allison qualquer-coisa e é SUPER FEIA - segundo a minha opinião. Não gostei nada dela.
 Mas bem, vamos ao post de hoje?
 Skins e A Vida Secreta de Uma Adolescente Americana

 O que são?
 São séries para adolescentes. Skins é uma série britânica, e A Vida de Uma Adolescente Americana é uma série americana. Mas têm coisas parecidas. Por exemplo, são séries dedicadas inteiramente aos adolescentes. Falam de sexo na adolescência, gravidez na adolescência, drogas, escola, doenças mentais - no caso de Skins -, problemas familiares... todas essas cenas que traumatizam uma pessoa e são lixadas como o raio.
 Eu ainda não vi Skins, mas sou fã de A Vida Secreta de Uma Adolescente Americana, se bem que já me esteja a chatear um pouco com a série.
 A Vida Secreta de Uma Adolescente Americana fala sobre as mesmas coisas que Skins, mas aborda as coisas de uma maneira mais alegre e leve. Pelo que sei, Skins é mais dark e mais realista. Para além de que a protagonista de A Vida Secreta de Uma Adolescente Americana é tão falsa. É a linda da Shaileene Woodley, mas a personagem é tão chata! Tem um filho, vai-se casar, mas é tão infantil e bebé! Só dá vontade de esmurrar pela estupidez dela.
 Uma coisa que Skins tem de mal, é que o elenco muda a cada duas gerações. Ou seja, são três gerações, seis temporadas, e de duas em duas temporadas, muda o elenco. Estás apaixonada pelo gajo que faz de não sei das quantas? Pois bem, esquece-o. Agora há outro no lugar dele.
 Mas também é bom, assim podemos conhecer mais caras, más tem o lado mau de não aprofundar-mos o suficiente das personagens anteriores.
 Sei que a primeira temporada de Skins é focada a cada novo episódio numa nova personagem, mostrando os seus problemas.
 Em A Vida Secreta de Uma Adolescente Americana, seguimos mais Amy, a personagem-principal-que-é-tão-irritante.

 Um Olhar sobre os episódios de A Vida Secreta de Uma Adolescente Americana

 Bem, se alguém souber o nome técnico da coisa, que me avise. Eu vou chamar-lhe um olhar sobre os episódios e o que eu achei, pode ser?

 Primeiro episódio
 A trama é logo resolvida.
 Logo no primeiro episódio sabemos que a protagonista está grávida, que existe um casal de namorados em que a namorada é como eu - uma seguidora da opinião de que o sexo é melhor depois do casamento - e em que o namorado quer ter sexo o quanto antes - e sabemos logo que ele vai fazê-lo e arranjar sarilhos. Descobrimos logo quem é o pai, apesar de só nos ser dito oficialmente no episódio dois. Eu sou da opinião de que deviam ter mostrado um pouco antes de toda a cena de fazer um bebé, contar um pouco mais dos personagens antes da gravidez e essa coisa toda.

 Segundo Episódio
 A personagem principal parece decidida a esquecer o pai da criança, e sai com outro rapaz. Ele é um cavalheiro e um amor de pessoa, e sabemos logo que vai rolar coisa entre os dois. Conhecemos um pouco mais dos amigos do rapaz com quem Amy sai, o Ben, e descobrimos que Ricky é o pai do bebé. Temos o contratempo do namorado da menina santa - ele dorme com outra e beija-a em frente à escola toda.
 Estão a ver? Com atenção, no primeiro episódio sabemos muito sobre o que se vai passar a seguir.

 Terceiro Episódio
 A Amy começa a ganhar peso, e tem de o esconder. Por outro lado, parece decidida a fingir que nunca aconteceu nada entre ela e o Ricky e que ela não está grávida. Começa a circular pela escola que Amy está grávida, porque as melhores amigas dela resolveram falar disso demasiado alto.
 A irmã de Amy descobre que ela está grávida, e acabamos o episódio com aquele misto de curiosidade mas de quem sabe que os pais de certeza que descobrem que a filha está grávida no episódio a seguir.

 Ainda só vi até aqui - estou a seguir na televisão umas temporadas mais à frente - mas assim que vir mais digo-vos alguma coisa, ok? Entretanto, vou começar a ver Skins também e depois digo-vos o que achei.

 XOXO

 - Rae

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Eu já vi Skins e achei um pouco pesado :\ para não falar que dizem muitos palavrões -.-'. Eu não gostei muito, pelo menos, a segunda temporada está uma porcaria, mas a primeira está mais ou menos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por isso mesmo, por ser assim pesado é que estou com curiosidade. Não é como a Vida de Uma Adolescente Adolescente, em que a gaja fica grávida e aquilo é tudo uma alegria - ao estilo Juno T.T
      Se vão fazer uma série sobre adolescentes, que ao menos sejam realistas -.-

      Eliminar
    2. Mas o pesado do Skins não é bem a realidade :\, é impossivel haver tanto drama num grupo de amigos. O pesado do Skins não vale a pena-

      Eliminar
    3. kkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Talvez não, mas nunca se sabe XD pode haver por aí um bando de malucos saídos do manicómio e que são amigos, e que são muito piores do que a malta do Skins

      Eliminar