quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

[Resenha] Academia de Vampiros

NADA DE PLAGIAR, REBLOGAR OU COPIAR AQUI NESTE BLOG! É CRIME!


Oi, nekos!
 Como estão? Eu estou bem, tirando a parte em que a minha irmã me pegou a constipação e me dói imenso a cabeça... 
 Anyway, estou aqui hoje para vos apresentar mais uma saga de livros, desta vez a "Academia de Vampiros", ou "VA", ou ainda "Vampire Academy". Se vocês são pessoas que lêem os comentários, sabem que eu já estou para fazer este post à bastante tempo, e finalmente, aqui estou eu! Espero que gostem!


Well, vamos começar pelo início.

Eu sou muito preguiçosa, como é possível notar pelo tempo que demoro a actualizar o blogue, e eu já tinha ouvido falar desta coleção muito antes de a começar a ler. Foi exatamente a mesma coisa que aconteceu com TMI - já tinha os livros na minha lista de leitura à anos. Foi preciso alguém me incentivar a ler para eu finalmente pegar nos livros.

Isso e terem saído os filmes.
Eu não gosto nada de ver os filmes antes de ler os livros, por isso fui forçosamente obrigada a lê-los XD










Sinopse: Lisa é uma princesa Monroi em fuga. Ela e a sua melhor amiga, Rose, uma Damphir muito promissora, escaparam da Academia St. Vladimir dois anos antes, e desde então têm andado foragidas. Mas então elas são apanhadas pelos Guardiões da escola e levadas de volta para a Academia, escondida nas florestas de Montana, para que estejam a salvo dos Strigoi, os vampiros maus que caçam Monroi, os vampiros bons. 
 O problema é que é na Academia St. Vladimir que as meninas têm a sua segurança mais ameaçada, e vão ter de aprender a viver com os rituais sanguinários dos Monroi, com as inimigas, com os possíveis romances, e mais que tudo, aprender a lutar contra a sede de..... sangue.









Antes de mais, fui eu quem escrevi a sinopse acima, por isso não liguem se estiver muito ra
nhosa XD
Eu até punha aqui a oficial, mas essa tem alguns spoilers (do quinto livro, por incrível que pareça).

Então, eu sei que a maioria das pessoas já não liga muito a vampiros, especialmente depois de Crepúsculo, mas não se vão arrepender com esta saga, eu prometo.

São seis livros, cujos nomes são, respetivamente:
  • Vampire Academy (Academia de Vampiros)
  • Frostbite (Beijo Gelado em Portugal; Aura Negra no Brasil)
  • Shadowkiss (O Beijo das Sombras em Portugal; Tocada pelas Sombras no Brasil)
  • Blood Promise (Promessas de Sangue)
  • Spirit Bound (Laços de Sangue)
  • Last Sacrifice (O Último Sacrifício)

A sinopse acima é só do primeiro livro, obviamente, porque senão ia ter imensos spoilers, este post.

Como disse, esta coleção é muito boa. E quando eu digo que é muito boa, é verdade.

Os vampiros aqui não queimam no sol, pelo menos não os Monroi. Eu passo a explicar: 
Este mundo apresenta-nos três seres: os Monroi, os Dhampir e os Strigoi. 

Os Monroi são os vampiros bons. Comem comida normal e bebem sangue mas não matam as pessoas enquanto se estão a alimentar, e geralmente até têm Alimentadores - que são humanos que sabem sobre o mundo vampírico e se oferecem para o "alimentar". Os Monroi podem andar no sol, são muito altos e esbeltos, magros e pálidos, normalmente loiros, e têm o poder de usar os quatro elementos: fogo, água, terra e ar.
Têm origens russas e vivem numa monarquia - a actual rainha é a rainha Tatiana.
Para além duma rainha, têm também corte, e desta fazem parte doze famílias reais, as mais importantes, velhas, poderosas e ancestrais. O membro mais velho duma família nobre é agraciado com o título de "Príncipe" ou "Princesa".
A monarquia deles é meio estranha. É uma espécie de sistema rotativo que passa pelas doze famílias, pelo que uma família não pode ter no trono dois familiares de seguida. Ainda que tenham uma rainha, têm também um conselho, formado por um membro de cada família, o príncipe ou a princesa. Quando um rei ou rainha é deposto ou morto, cada família pode eleger um membro para o cargo de soberano, e este vai ter de passar uma série de testes para provar que é forte, capaz, inteligente, complacente e mais um monte de coisas boas. Depois toda a gente vota no candidato preferido.
Volto a repetir: é estranho.

Deixando os Monroi de lado, temos os Strigoi.
Estes são os tais vampiros maus. Não resistem na luz do sol e matam as vítimas quando se alimentam. Como são seres malignos, também não têm magia e são imortais. Não se podem reproduzir, e geralmente estão espalhados pelo mundo fora, não estando, por isso, organizados. 
Ora, se não se podem reproduzir, como se criam?
Um Strigoi pode ter três origens: Monroi, Dhampir ou Humana. Se um Monroi matar um Alimentador enquanto se alimenta deste, então vai-se transformar num strigoi. Outro meio, e o que adequa aos dois outros casos, é deixar um Strigoi se alimentar deles e matá-los no ato. 
Os Strigoi são horríveis, mas na maioria das vezes não criam outros da sua espécie. Eles estão mais para caçar Monroi e sugar-lhes o sangue.

E por causa disso, da caçada constante dos Strigoi, os Monroi têm Dhampir.
Os Dhampir são a mistura de Monroi com Dhampir, ou Monroi com humanos, e não se podem reproduzir entre si. Podem andar perfeitamente no sol e têm o melhor dos Monroi e dos humanos: são belos, mas mortíferos, inteligentes e astutos, resistentes e fortes, mortais e máquinas perfeitas de matar.
Ainda que os Monroi possam usar magia, eles não a vêem como uma arma contra os Strigoi, por isso mantêm os Dhampir como guarda-costas.
Quando os Dhampir terminam a escola, têm de fazer um exame físico e mental. Se passarem, recebem uma tatuagem muito fixe no pescoço, a marca da promessa, e por cada Strigoi que matarem, recebem uma espécie de "X" formado por relâmpagos: as molnija. 

A maioria dos Dhampir são designados como guarda-costas dos membros das famílias nobres e real, outros ficam nas escolas ou em outros sítios importantes dos Monroi.

Então, já sabem duas coisas sobre a saga: não é sobre os convencionais vampiros - nada de alho ou mariposas que brilham no sol - e não é a convencional história de vampiros - nada de vampiros que se apaixonam por humanos ou vice-versa. Em vez disso, temos magia, sangue, mistério, luta, tatuagens fixes e amor proibido.

Curiosos? Ahahaha.

Pois bem, o mistério foi a parte de que eu gostei mais. Chega a irritar um pouco no primeiro livro, porque a Rose, que é quem conta a história, sabe alguma coisa e não no-la quer contar. Ela basicamente pensa "... Lisa está a olhar pela janela, provavelmente a relembrar aquele dia que lhe roubou a felicidade" e depois empurra o pensamento para o fundo da mente e deixa-nos sem saber do que raio estava ela a falar.

Muitas vezes os segredos eram imprevisíveis, outras, eu já estava à espera e até fiquei meio desiludida.
Mas enquanto com a trilogia "A Seleção" eu adivinhei os três livros inteiros, com a Academia de Vampiros eu fiquei meio que "sei dois em cinco", e isso é excelente.

O livro também está bem escrito, o que é maravilhoso, e explora todos os pontos até ao final.
E os detalhes! Foquem os detalhes! Se no início aparece uma flor, essa flor vai ter um significado maluco no final.

Agora a parte da luta: A Rose é uma Dhampir, o que significa que tem treino de luta corpo-a-corpo e, mais para a frente, lutas com Strigoi e Monroi maléficos. As lutas têm emoção, são muito malucas e cheias de truques manhosos. Os confrontos, principalmente com os Strigoi, são de deixar uma pessoa maluca, porque os tipos são psicopatas.

As tatuagens são outra parte fixe, que marcam o prestígio dos Dhampir. Para além da Marca da Promessa e da molnija, há também uma tatuagem, a Zvezda, em forma de estrela ninja, que quer dizer que o Dhampir que a porta matou mais Strigoi do que é possível contar.
Adivinhem quem recebe uma dessas?!

E, of course, amor proibido.
Rose apaixona-se pelo seu professor, Dimitri, que é sete anos mais velho que ela. A relação deles não seria aceite se eles assumissem, e só o facto de a Rose gostar dele já é escandalosa. Lisa também sofre por causa de Mia, a nova namorada do seu Ex, que a persegue e é uma verdadeira vaquinha, mas depois acaba por encontrar amor - esse, também, pelos vistos, proibido.

Para além de intrigas, brigas por namorados, lutas e uma fuga constante aos Strigoi, também nos vemos perante doenças mentais, intrigas sociais, conspirações, corrupção, brigas familiares... de tudo um pouco.

É realmente uma saga fantástica, com personagens memoráveis, boa escrita, uma boa história e um mundo plausível, para além de fantástico, amor, intrigas, fantasia, ação, comédia... deixem-me dizer-vos, aquela Rose é de partir o caco a rir.

Mas o que acaba mais partido no final da saga, é mesmo os nossos corações.
Os casais são todos shippáveis e amorosos, os inimigos odeiam-se até ao último momento e depois passam-se a amar; quase morremos de expectativa quando alguma coisa má está para acontecer, e eu li estes livros a correr.

Eu dou, em cinco, cinco estrelas, até porque uma pessoa nunca se cansa de ler sobre a vida de Rose Hathaway, ao contrário do que acontece em algumas outras sagas - quer seja pela aventura como pelas novas personagens que vão surgindo.
Ri muito, chorei muito, e estou desejosa de ler novamente!

RECOMENDADÍSSIMO!



XOXO
Rae



2 comentários:

  1. Podes por o meu nome ai honey! Não é preciso ter vergonha xP
    Eu adorei o Dimitri...! É a minha personagem perferida. E também adorei o facto desse ser Russo xP! Não são todos os livros que contenham personagens Russas numa história que se passe na America e que a maioria das personagens sejam adolescentes...!
    Podias ter falado no Christian.... Ele tem um papel importante :o! E podias ter referido que ele é alta brasa no filme xP!

    xoxo - Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não posso escolher uma personagem preferida porque as adoro a todas!!!
      Eu adorei essa parte, de misturarem a cultura russa na americana, a que já estamos habituados. Foi uma excelente inovação!
      Oh, eu podia ter falado nele, mas depois ainda dava spoilers XD

      Eliminar